IPLA no Congresso da World Muscle Society 2014

01/09/2018 02h44

Teresa Genesini

 

Continuando a apresentação das pesquisas empreendidas na Clínica de Psicanálise do Centro de Estudos do Genoma Humano da Universidade de São Paulo, o IPLA levou a Berlim, no 19th International Congress of World Muscle Society, realizado de 7 a 11 de outubro, a pesquisa SKYPE AND PSYCHOANALYSIS: an approach to circumvent patients’locomotion difficulties.

A iniciativa do psicanalista Jorge Forbes e da geneticista Mayana Zatz, uma parceria entre Genética e Psicanálise, resultou, em 2006, na criação da Clínica de Psicanálise do Centro de Estudos do GenomaHumano – USP, ligada ao Instituto da Psicanálise Lacaniana – IPLA. Essa clínica atende pacientes afetados por doenças neuromusculares de origem genética e seus familiares. Nota-se que, frente à angústia de receberem o diagnóstico da doença degenerativa, os pacientes reagem com resignação, enquanto seus familiares manifestam a compaixão. O congelamento nessas posições é causa de grande sofrimento. O tratamento psicanalítico retira a pessoa da sua posição de resignada levando, por vezes, também seus familiares e amigos a saírem da posição de compaixão. A pessoa, em análise, responsabiliza-se pelo seu acaso e inventa um novo jeito de lidar com a surpresa de sua condição clínica.

Durante esses oito anos, mais de cem pessoas foram atendidas, com sucesso registrado. Porém, notamos que dificuldades socioeconômicas e a falta de acessibilidade do sistema de transporte público brasileiro representavam grandes obstáculos para o deslocamento de pacientes portadores de deficiência física, impedindo a continuidade do tratamento psicanalítico. Assim nasceu a pesquisa Skype, numa tentativa de contornar este problema.

Analisamos nessa pesquisa o efeito do uso de Skype como alternativa ao setting psicanalítico tradicional, que exige a presença física do paciente e do analista. Nove entre dez pacientes, tratados experimentalmente com esta abordagem, afirmaram preferir a alternativa de sessão por Skype para não interromper o tratamento. Após 15 semanas de atendimento, retornaram à clínica para uma entrevista com Jorge Forbes e Mayana Zatz, com o objetivo de verificar até que ponto eles foram beneficiados com o tratamento. Os resultados mostraram que o tratamento psicanalítico por Skype foi efetivo e ajudou esses pacientes a lidarem com seu acaso de forma criativa e responsável.

Essa nova modalidade de atendimento confirma que o setting analítico é flexível, não tendo formas padronizadas. Isso é só um primeiro passo, circunstancial, a ser aprofundado, pois reconhecemos a importância da presença física do analista com seu analisando. A pesquisa SKYPE é coerente com o pioneirismo da Clínica Psicanalítica do Genoma. A Psicanálise do Real, a Segunda Clínica de Jacques Lacan, própria aos avanços do Século XXI, incentiva a invenção.

O congresso da World Muscle Society:

Esse congresso acontece anualmente para propiciar a divulgação das descobertas científicas na área neuromuscular. O encontro promove atividades únicas (não há mais de uma atividade por horário) que proporcionam grande interação entre os participantes, muitas discussões científicas e estabelecimento de parcerias em várias partes do mundo. Neste ano, participaram cerca de 700 pessoas de 32 países, com 22 trabalhos apresentados oralmente em plenária e 375 pôsteres discutidos em sessões específicas por tema. O WMS 2014 privilegiou estudos envolvendo doenças neuromusculares diversas, com destaque para novas técnicas diagnósticas usando sequenciamento de novas gerações e estudos de doenças de vias fisiopatológicas. Uma parte importante desse congresso são os novos avanços em terapia e novidades em todas as áreas das doenças neuromusculares.

Nossa pesquisa foi inserida na sessão Abordagens psicológicas. Os 20 pôsteres dessa sessão tratavam, em geral, de terapias para amenizar as dificuldades de se conviver com a distrofia associadas a uso de medicamentos. O trabalho do IPLA destacou-se por duas inovações: incluir a ética da Psicanálise e uso de tecnologias numa área tradicionalmente avessa a essas situações. A Psicanálise se sobressai em meio às outras abordagens, que, sendo terapias de adaptação, visam, de uma forma moralista, “ao bem estar do paciente”.

A pesquisa teve boa recepção no congresso, o que já havia ocorrido anteriormente. A Psicanálise do Real oferece um diálogo com os cientistas que sabem reconhecer um Real cifrável da ciência. Continuemos.